Uma introdução ao Chorinho

O Choro, ou como é conhecido popularmente: Chorinho, nasceu em meados do século XVX no Rio de Janeiro. É um gênero de música popular e urbana que devido a sua complexidade e popularidade tem muito prestígio e renome  influenciando inclusive diversos compositores da música erudita brasileira.

O tripé instrumental que sustenta o Choro é composto por: flauta, violão e cavaquinho, mas com o passar do tempo outros instrumentos foram introduzidos a linguagem. Originalmente o Choro tem uma característica muito rica que é a improvisação, o que significa que além do tema popular composto para executar o Chorinho um bom Chorão (músico que toca Choro) toca o tema e também uma variação dele, improvisada na hora, cada vez sendo uma execução diferente.

Os compositores que carregam as raízes do Choro e que estabeleceram os pilares deste estilo são: Joaquim Antônio da Silva Calado, Ernesto Nazaré, Chiquinha Gonzaga e Anacleto de Medeiros. Pixinguinha foi o herdeiro desta tradição e consolidou o gênero, levando o virtuosismo na flauta e aperfeiçoando a linguagem do contraponto com seu saxofone, também organizou diversos grupos de Choro e tornou-se o maior compositor do estilo.

Nesta semana teremos uma tarde de sábado (10/11/2018) inteiramente dedicada ao Choro, na Duettom. Este evento será para alunos e professores que se interessem em trocar experiências sobre este tema e tocar em conjunto, mostrando o que desenvolveram desde que conheceram o estilo. Se você é nosso aluno e se interessa pelo assunto, mas ainda não conhece este gênero, também está convidado a participar.

 

Para finalizar ouça Odéon de Ernesto Nazaré e sinta a musicalidade do Chorinho:

http://https://www.youtube.com/watch?v=UWtmW7tejrI

 

Texto por Ingrid Stein

 

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *